Setembro 2024
São Paulo, SP

Segurança física e TI convergem para proteger melhor instalações, redes e negócio

Com colaboração eficiente: unindo equipes de TI e segurança com plataformas unificadas e padrões globais é possível alcançar maior produtividade e agilidade, otimizando recursos e reduzindo custos.

Os departamentos de tecnologia da informação (TI) e segurança física estão em um caminho convergente há anos. Hoje, com o aumento das violações de dados em todo o mundo e as regulamentações de privacidade evoluindo rapidamente, é mais importante do que nunca que segurança física e TI trabalhem juntas para proteger instalações e infraestrutura de rede. 

"A realidade é que empresas globalmente, independentemente do setor, estão procurando integrar as habilidades e equipes de TI e segurança física. Esse esforço visa prevenir riscos comerciais que estão interligados entre estas áreas e aproveitar o potencial de crescimento dos dados. Mas dificuldades surgem devido a responsabilidades isoladas, culturas departamentais distintas e sistemas fragmentados, o que torna a concretização desse objetivo uma tarefa desafiadora", afirma Luis Vieira, diretor de Marketing da Genetec para America Latina e Caribe. De acordo com a Pesquisa da ASIS, 76% dos diretores de segurança da informação (CISOs) e diretores de segurança (CSOs) acreditam que a combinação das funções de segurança física e cibernética fortalecerá o desempenho do gerenciamento de segurança. 

Este é um conteúdo de curadoria RX sobre refrigeração. Para continuar lendo, acesse netseg.